Prefeitura Municipal de Paraibuna - SP
Onde Comer ?
Onde Ficar ?
Entretenimento
Paraibuna, 23 de Novembro de 2017
Newsletter
Nome:
E-mail:
Símbolos do Município

Brasão de Armas:
Paraibuna passou a ter o seu próprio Brasão de Armas, a partir de 1963, quando a Câmara Municipal e o Prefeito Municipal, José Osias Calazans de Araújo, o instituíram por meio da Lei 334.

Ele foi idealizado pelo então senador Padre Benedito Mário Calazans, o deputado Padre Antônio de Oliveira Godinho, Dr. Rui Calazans de Araújo, e com a orientação dos Professores Álvaro da Veiga Coimbra, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, e Paulo Camilher Florençano, do Museu “Casa do Bandeirante”, que deram apoio na composição heráldica – ciência ou arte de formar e descrever brasões.

Assim, o Brasão paraibunense passou a vigorar trazendo em sua composição elementos que simbolizam períodos da sua história, economia e meio ambiente. Como descrito na Lei, ele retrata “a vida da velha e paulistíssima cidade de Santo Antônio de Paraibuna”.

O Brasão trata-se de um escudo português clássico, com um campo de goles – área em cor vermelha – onde no canto esquerdo está fixada uma flor de lis em prata, em alusão ao padroeiro do município, Santo Antônio. Ainda neste campo, em forma da letra Y invertida, em prata, a representação do Rio Paraíba do Sul e os seus dois formadores: o Rio Paraibuna e o Paraitinga. Dentro deste elemento simbólico, estão três peixes “dourados”, em suas cores naturais, lembrando a espécie mais importante das águas do Rio Paraíba (isto em relação a 1983, quando o Brasão foi feito).

Logo abaixo, em um segundo plano, a reprodução de uma paisagem típica da região: céu azul, quatro morros – em referência aos situados na divisa de Paraibuna com Jambeiro, local que assinala simbologicamente, o ponto onde os bandeirantes subiram a fim de fundar o município – e um touro, no meio do campo verde – em alusão a atividade econômica de grande importância para Paraibuna, a pecuária.

Na parte superior do Brasão, a coroa mural em ouro, de quatro torres – elemento fixado para a coroação dos brasões dos municípios paulistas – onde, sobre a torre central está pousado um martim pescador, ave ribeirinha típica da região.

Nas laterais, a cana de açúcar, no lado esquerdo, e o café, no lado direito, representando duas tradicionais culturas do município.

Por fim, na parte inferior, o listel em prata, grafado em preto, a expressão latina “Super Flumina” – que significa, “sobre os rios” – referindo-se à situação topográfica da sede do município (até a presente data da composição do brasão). 

Fechando o brasão, sob as hastes da cana e do café, a palavra Paraibuna. 

Bandeira:
A Bandeira de Paraibuna foi oficializada em 1983, pelo então prefeito, Jayme Domingues da Silva e pela Câmara Municipal, por meio da Lei 973.

Ela é composta por três campos distintos e simétricos, divididos verticalmente em cores diferentes.
Assim, o primeiro campo, à esquerda, em cor verde, simboliza as matas e mananciais do município – que no texto da Lei vem seguida da recomendação: “que deverão ser eternamente preservados em nome da manutenção do equilíbrio ecológico”.

Ao centro, a cor branca serve de fundo para a colocação do brasão municipal.

No terceiro campo, à direita, a cor vermelha representa o calor e o amor que o povo paraibunense dedica à sua terra.

 



Fone:(12) 3974-2080
Prefeitura Municipal de Paraibuna
Rua Humaitá, 20 - Centro - Paraibuna - SP - CEP 12260-000

Nº de acessos