Home / Notícias / Análise de agência fiscalizadora aprova a qualidade da água distribuída à população paraibunense

Análise de agência fiscalizadora aprova a qualidade da água distribuída à população paraibunense

A ARES-PCJ – Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí – órgão responsável em regular e fiscalizar a CAEPA (Companhia de Água e Esgoto de Paraibuna S.A.) emitiu um laudo no qual comprova que a água fornecida à população encontra-se dentro dos padrões de potabilidade.

O relatório foi encaminhado ao Governo Municipal e assinado por Carlos Roberto Belani Gravina, diretor técnico-operacional da ARES-PCJ – consórcio público de direito público criado para atender as exigências da Lei Federal nº 11.445/2007 (Política Nacional de Saneamento Básico).

Segundo a Prefeitura de Paraibuna, a realização da pesquisa é necessária para que a população tenha a certeza da qualidade da água que está consumindo e a garantia na prestação do serviço realizado pela concessionária de água, isto contribui diretamente para uma melhor qualidade de vida da população paraibunense.

CAEPA

Desde junho de 2015, o saneamento básico do município está sob a responsabilidade da Companhia de Água e Esgoto de Paraibuna (CAEPA), após a assinatura do contrato de concessão com o consórcio formado pelas empresas GS Inima Brasil Ltda e a Enorsul Saneamento, vencedoras da licitação para executar os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município, em um período de 30 anos.

Além da CAEPA, o grupo GS Inima Brasil Ltda também possui outras quatro concessões parciais no Brasil – todas de esgotamento sanitário – nos municípios paulistas de Ribeirão Preto (Ambient), Mogi Mirim (Sesamm), Campos do Jordão (Araucária Saneamento) e São José dos Campos (Sanevap), além de ser responsável pelo saneamento básico de municípios do Estado de Alagoas.

Dentre as principais metas a serem cumpridas pela concessionária em Paraibuna durante a vigência do contrato, estão: a universalização do sistema de água e esgoto; construção de ETEs – Estações de Tratamento de Esgoto, visando tratar 100% do esgoto no município; troca de toda a tubulação antiga da cidade; maior rapidez nos serviços de manutenção; garantia de um serviço de melhor qualidade aos munícipes; dentre outras prioridades.

Antes mesmo do contrato ter sido assinado, em 09 de junho de 2015, a lei municipal que trata da concessão foi amplamente debatida pela população paraibunense, através de audiências públicas e, posteriormente, aprovada pelos vereadores.

Acesse: http://www.caepa.com.br/