Home / Notícias / Governo Municipal alerta população paraibunense para os cuidados contra picadas de escorpiões

Governo Municipal alerta população paraibunense para os cuidados contra picadas de escorpiões

A Prefeitura de Paraibuna, por meio do Setor de Vigilância Epidemiológica – vinculado ao Departamento Municipal de Saúde orienta a população sobre os cuidados para evitar o aparecimento de escorpiões, que têm sido recorrentes em vários bairros da cidade.

O escorpião é um aracnídeo terrestre de hábitos noturnos e o seu surgimento é mais comum no período de altas temperaturas. Ele se esconde durante o dia em áreas sombreadas e úmidas, como troncos de árvores, pedras, tijolos, construções, frestas de muros, dormentes de estrada de ferro, lajes de túmulo e se alimentam de baratas, grilos, cupins e aranhas, ou seja, a proliferação destes insetos favorece o surgimento de escorpiões.

Os escorpiões possuem facilidade em se adaptar a qualquer ambiente, já que são transportados de um local para outro, como por exemplo, em materiais de construção, blocos, telhas, madeiras, entre outros. O animal também costuma se alojar em locais escuros e úmidos, por isso, tendem a se abrigar na área externa das residências, em caixas de contenção e madeiras acumuladas Já nas áreas internas, podem se abrigar dentro de calçados, em roupas que ficam penduradas em portas ou em outros locais, embaixo ou atrás de móveis.

Com o objetivo de evitar o risco de acidentes com escorpiões, o Governo Municipal conta com a colaboração dos munícipes para tomarem algumas medidas importantes, entre elas retirar todo acúmulo de madeira e entulhos dos imóveis, mantendo sempre limpos os quintais, terrenos, jardins, sótãos, garagens e depósitos para evitar o acúmulo de folhas secas, lixo, madeiras, entulhos, telhas, tijolos e lenhas.

Outros cuidados incluem fechar ralos de banheiro, pias e tanques, manter limpas e vedadas as caixas de gordura, esgoto, de rede elétrica e telefônica, manter móveis desencostados das paredes, a pelo menos cinco centímetros.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica do Município, a picada do escorpião pode ser leve, moderada ou grave e em quaisquer situações é necessário a vítima procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para ser avaliada. Em caso de picada leve, a pessoa recebe uma anestesia para aliviar a dor e em casos mais graves, é administrado o soro antiescorpiônico. Quanto mais rápido a pessoa procurar por tratamento melhor e mais rápida será a recuperação.

Segundo o clínico geral que atende na UPA de Paraibuna, Dr. João Cerruti, “Se o paciente for criança, faz o soro direto e no caso de adultos é preciso aguardar e observar se haverá alguma complicação, se houver também o soro tem de ser aplicado”, explica.

Antes, porém, de se dirigir a UPA é aconselhável que a pessoa lave o local da picada, não fure e não esprema o local; caso os membros inferiores sejam atingidos, como pernas e pés, é importante a vítima ir ao pronto socorro com os membros elevados para melhorar a circulação do local, evitando coagulação de sangue.

Soro Antiescorpiônico

O soro antiescorpiônico é indicado como uma das formas de tratar o envenenamento causado pela picada de escorpiões do gênero Tityus serrulatus.

O efeito do soro antiescorpiônico tem início imediatamente após sua administração, neutralizando as toxinas do veneno encontradas no sangue e possivelmente nos tecidos. Quanto mais rápida for aplicação do soro, maior é o potencial de tratamento.

A solução antiescorpiônica é necessária quando a vítima apresenta além de reações locais (como dor, edema e vermelhidão), algumas alterações sistêmicas renais, neurológicas hemorrágicas, entre outras. Em caso de picada por escorpião, a pessoa deve ir à Unidade de Pronto Atendimento de Paraibuna (UPA) para receber o tratamento com o soro antiescorpiônico.

Principais dicas de prevenção contra os escorpiões:

  • Manter limpo quintais, jardins, sótãos, garagens e depósitos, evitando acúmulo de folhas secas, lixo e demais materiais como entulho, telhas, tijolos, madeiras e lenhas.
  • Examinar calçados, roupas e toalhas antes de usá-los.
  • Manter berços e camas afastados das paredes.
  • Ao manusear materiais de construção, usar luvas de raspa de couro e calçados, preferencialmente botas.
  • Rebocar paredes e muros que apresentem vãos e frestas.
  • Vedar soleiras de portas com rolos de areia.
  • Usar telas em ralos do chão, pias e tanques.
  • Acondicionar o lixo em recipientes fechados para evitar baratas e outros insetos que servem de alimento aos escorpiões.
  • Realizar roçada regular de terrenos.
  • Evitar acúmulo de lixo ou entulho perto de casa.
  • Preserve as aves: elas são predadoras naturais das cobras.